sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Reflexões de uma mãe (1)



Sempre me senti culpada por dormir ao começar a ler a bíblia em casa. 

Sempre - até meu bebê nascer. 

Com poucos dias percebi que ele sempre dorme ao mamar. Nem sempre ele se alimenta o suficiente antes de pegar no sono, mas não importa, eu estarei lá pra oferecer o seio novamente assim que ele quiser. Mesmo que isso seja apenas 5 minutos após colocá-lo no berço. ;)

Aprendi com meu bebê, que não tem problema se eu dormir após ler um versículo ou dois, ou se após ler um capítulo inteiro o sono me pegar, o que importa é que assim como meu bebê, eu sei onde encontrar meu alimento e meu Pai estará lá pra me oferecer o leite espiritual que preciso para que meu espírito cresça forte e saudável. A fome vai bater, isso é certo, e eu sei onde encontrar o que eu preciso quer seja em pequenas doses ou para grandes sugadas.

Enquanto escrevo, meu pequeno dorme. E me revezo entre escrever e olha-lo dormindo. Sei que Deus olha por mim (esteja eu dormindo ou acordada), enquanto também escreve minha história.

Além disso, assim como não há nada melhor pra um bebê do que dormir nos braços de sua mãe, não há nada melhor para mim do que dormir nos braços de Deus meu Pai.



* A intenção é iniciar uma série de textos sobre o que aprendi sobre Deus sendo mãe. Vamos ver quantos textos e reflexões o pequeno Lucas vai me render! :)

3 comentários:

ministerio de dança apocalipse disse...

Adorei!!!! eu aprendi muito sobre Deus com o pedro, tenho certeza que vc tb aprenderá com o lucas!!!

Angela disse...

Então aproveita e escreve né Marcia? Nem adianta comentar disfarçada kkkkkk

Adeliny disse...

Que legal! Eu também perdi muitos medos que eu tinha em relação ao meu Deus quando tive meu primeiro filho... Assim como eu não deixo de amá-lo mesmo quando me decepciona, Deus me ama mesmo que eu falhe; Assim como vejo a necessidade de corrigi-lo e o faço, com dor no coração, porque é para o bem dele, Deus me corrige pelo mesmo princípio. O ensino a dormir no quarto dele ´sozinho´, mas nunca o exporia a perigo algum, de forma que ele apenas se sente só, mas na verdade nunca está. Em todos esses momentos que passei com meu filho Deus foi falando comigo, e tirando toda a insegurança que eu tinha dentro de mim, de que a qualquer hora Ele se cansaria e desistiria de mim, só porque eu nunca conseguia fazer por merecer o seu amor!

Glória a Deus por nossos filhos!

xxxx